.

Ficha Técnica

ARQUITETURA:
ELIZA SCHUCHOVSKI

INTERIORES:
ELIZA SCHUCHOVSKI

EQUIPE:
BRUNA GREGORINI e JULIANA FREITAS

INÍCIO:
2016

LOCALIZAÇÃO:
CURITIBA-PR

A reforma de um apartamento, assinado pelo escritório SCK Arquitetura, traz o toque masculino aos ambientes 

Um trabalho que reflete perfeitamente o estilo e a personalidade dos moradores foi o conceito deste projeto de interiores de um apartamento, assinado pela arquiteta Eliza Schuchovski, à frente do escritório SCK Arquitetura. Com 200 metros quadrados, o apartamento localizado no Ecoville, ganhou um toque masculino na decoração.

A reforma contemplou living, sala de jantar, sala de games, cozinha, suíte master, e lavabo. “O apartamento não tinha forro e nenhum acabamento. O potencial que vi neste apartamento era um pé-direito duplo, e uma laje do mezanino que poderia ser aproveitada. Portanto criamos uma escada engastada que criou o acesso à sala de games. Trabalhamos um projeto em um conceito bem personalizado ao estilo de vida dos clientes”, explica a arquiteta Eliza Schuchovski.

Foi realizado uma reforma no apartamento, com o objetivo de ampliar a área social, e para construir uma escada com acesso à sala de games. Optou-se por um microcimento nas paredes para dar uma atmosfera high tech, e a cor cinza nas portas. Já no revestimento do piso, a escolha foi por um porcelanato marmorizado cinza, para deixar com aspecto monocromático para receber um mobiliário em madeira maciça. “A família solicitou um projeto tivesse uma atmosfera masculina, global e de impacto visual. Assim como na parte de arquitetura, buscamos trazer no design de interiores, o mobiliário assinado e um olhar mais apurado para as artes”, destaca Eliza. A escultura de madeira ‘O Anjo’, da artista Sandra Lazaretti, complementou com muita elegância o hall do apartamento.

O cinza é a cor predominante nos espaços. Também se destacam a madeira nos mobiliários, e o azul nos detalhes, como em tapetes, almofadas, e cadeiras da sala de jantar. Para o projeto luminotécnico, optou-se por uma iluminação atemporal, que marcasse o mínimo possível o teto, deixando o apartamento mais minimalista. “Também apostamos na iluminação funcional, onde a luz corresponde aos diversos usos, para o dia a dia, como também em festas, e momentos para relaxar”, afirma a arquiteta.

A ventilação e a incidência de luz natural também foram trabalhadas na reforma. “Com um bom diálogo entre a arquitetura e o exterior podemos proporcionar espaços internos mais amplos, agradáveis e acolhedores. Neste projeto, exploramos o layout de uma forma que valorizasse todas as aberturas, principalmente as que estão localizadas no pé-direito duplo”, finaliza. O resultado é um apartamento que atende a todas as exigências dos clientes, buscando aliar conforto e elegância em todos os espaços.